03 maio 2014

DINHO OURO PRETO

Com frequência vir a conhecer pessoalmente um artista cujo trabalho você admira acaba se transformando numa experiência frustrante. Espera-se, talvez, que o artista tenha as mesmas virtudes que sua obra. Mas o criador e a criatura frequentemente são muito diferentes. Às vezes, dizem, é melhor não tentar conhecer as pessoas de quem você é fã.

Eu estava no trânsito quando ouvi-lo tocar com a Pitty no rádio pela primeira vez, e a sensação que tive foi alívio. Alívio por achar que a geração seguinte do rock brasileiro estava em boas mãos.

Pode ser verdade, no entanto, no caso da pessoa de quem quero falar, essa história não se confirmou. O artista de quem falo é o Peu. A obra dele é conhecida por todos que gostam do rock brasileiro. Grande guitarrista e compositor. Combinava elegância e energia na dosagem precisa. Eu estava no trânsito quando ouvi-lo tocar com a Pitty no rádio pela primeira vez, e a sensação que tive foi alívio. Alívio por achar que a geração seguinte do rock brasileiro estava em boas mãos.

No entanto, minha relação de admiração foi um pouco além. Quis o destino que nos conhecêssemos, e nos tornássemos amigos. Não nos víamos com frequência, mas sempre que possível, dávamos um jeito de conversarmos. E é isso que quero contar aqui. Nosso meio é cheio de rivalidades triviais e muitas vezes a divisão nos caracteriza, embora tenhamos em comum o fato de sermos todos roqueiros. Peu era diferente, ele era indiferente ao ruído em nossa volta. Se não me engano nos conhecemos na MTV, e houve imediatamente um relacionamento fácil. A partir de então, nunca mais tivemos o menor constrangimento de nos procurarmos pra conversar e beber vinho.
Nos vimos pela última vez assim, num camarim do Capital em Salvador. Ele foi o Peu de sempre, gentil e generoso. E é assim que eu me lembro dele, um sujeito tão sensacional quanto sua obra.

início

ESTUDO PARA PRIMEIRO ALBUM Nº1 // Single
  1. ESTUDO PARA PRIMEIRO ALBUM Nº1 // Single
  2. ESTUDO PARA PRIMEIRO ALBUM Nº4 // Single
  3. ESTUDO PARA PRIMEIRO ALBUM Nº2 // Single
  4. ESTUDO PARA PRIMEIRO ALBUM Nº3 // Single